Setembro Amarelo – Mês de Prevenção ao Suicídio

Em Setembro temos o Mês de prevenção ao Suicídio, que foi desenvolvido e criado pelo Centro de Valorização da Vida (CVV), Conselho Federal de Medicina (CFM) e pela Associação Brasileira de Psiquiatria (ABP) e apoiada pela Organização Mundial de Saúde (OMS). Nesse mês, são feitas muitas ações de prevenção e conscientização da população sobre os riscos que podem levar ao suicídio.

Os números são chocantes, os dados mostram que no mundo a cada 40 segundos, uma pessoa tira a própria vida. No Brasil, temos uma média de 32 pessoas cometendo suicídio por dia (mais ou menos uma pessoa a cada 45 minutos). As causas podem ser as mais diversas, mas geralmente envolvem algum transtorno mental. Entre os transtornos mais comuns, podemos destacar:

  • Depressão: sentimento e tristeza permanente, quase sempre ligada a baixa auto-estima, e pessimismo
  • Dependência química: além dos riscos ligados à overdoses, o uso de álcool, drogas ou substâncias químicas levam a crises de abstinência, o que é diretamente ligado à comportamentos suicidas
  • Transtorno Afetivo Bipolar: oscilações de humor que levam a pessoa a ter vários sentimentos como depressão, profunda tristeza, até momentos de euforia
  • Esquizofrenia: uma das perturbações mentais mais conhecidas, levam a pessoa à terem alucinações, ouvirem vozes e terem delírios, que fazem com que sua percepção da realidade fique completamente distorcida

Com a chegada da Covid-19, além as ações de isolamento e distanciamento social, fomos obrigados a lidar também com a perda de entes queridos, amigos e conhecidos. Isso impacta diretamente sobre a saúde mental da população mundial fazendo com que os índices de suicídio aumentassem drasticamente diante das dificuldades nesse período.

Como prevenir o suicídio?

Segundo a OMS, 9 em cada 10 suicídios podem ser evitados. Isso por que 90% deles estão ligados à transtornos como os citados acima. O tratamento correto pode ajudar a evitar uma situação como essa.

O Centro  de Valorização da Vida – CVV alerta que o melhor caminho para ajudar uma pessoa que demonstra algum sinal suicida é conversar abertamente sobre o assunto. Para isso, ela oferece uma central telefônica disponível a qualquer hora do dia, para quem estiver precisando de algum apoio emocional, com total sigilo. O número é o 188 e a ligação é gratuita!

Outras opções que podem ser úteis, são os serviços de Telemedicina como o Amil Ligue Saúde, e o Psicólogo na Tela, da SulAmérica Saúde – ambos os serviços estão disponíveis para os beneficiários dessas operadoras. Faça uma simulação gratuitamente pelo nosso site ou entre em contato com um corretor pelo whatsapp e encontre o melhor plano para você, sua família ou empresa.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *